Última Atualização do Site: Sábado, 15 Junho 2019, 11:12h
 
NOTÍCIAS
Quarta-feira, 10 Abril 2019
 
SEMMA apresenta trabalhos da Estação Ecológica Municipal Cachoeirinha
 
No dia 09 de abril de 2019, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente esteve na Câmara Municipal de Vereadores de Boa Ventura de São Roque na pessoa do Biólogo Doutor Sérgio Basílio, a Bióloga e Mestre Claudia Golec e a acadêmica de Ciências Biológicas Larissa Líber de Almeida Boller, que por meio de uma solicitação da Câmara de vereadores, estiveram apresentando os trabalhos realizados pela Secretaria e pelos cientistas na Estação Ecológica Municipal Cachoeirinha.
De início foi dado a palavra ao professor Doutor Sérgio que apresentou sua equipe, comentou sobre suas as visitas na Estação e apontou seus objetivos de trabalho neste local. Até o momento, está sendo estudado e inventariado a riqueza das espécies de mamíferos de médio e grande porte pertencentes a Estação.
Com relação aos estudos periódicos na Estação, o professor menciona a importância de sempre haver trabalhos que envolvam a Estação Ecológica, devendo ser sempre feito um estudo e outras iniciativas para apresentar para a sociedade as descobertas e o andamento da Estação Ecológica, não podendo estar parada, até por que o ICMS ecológico que o município recebe se deve aos estudos realizados na Estação.
A coleta de dados dos estudos realizados na Estação Ecológica se dá de várias formas como armadilhas fotográficas por meio de equipamentos que registram as espécies de animais assim que alguma passa perto destas câmeras, e as pesquisas diretas, devendo os Cientistas irem na Estação para tentar visualizar estas espécies.
O Dr. Sergio comenta que na pesquisa direta, em que precisa estar na Estação para realizar os estudos, mesmo estando camuflado é muito difícil de encontrar espécies de animais,  pois por conta de eles estarem em constante perigo e por causa da caça, são poucas a quantidade de animais por espécies, sendo que a única forma de encontrar é por meio de rastros ou fezes deixadas pelo animal, podendo assim definir o autor.
O município adquiriu ano passado 4 armadilhas fotográficas. Estes equipamentos trabalham 24 horas por dia capturando fotos e vídeos em 4k até mesmo com visão noturna, registrando imagens de vários animais o que ajuda muito a indicar e diferenciar o tipo de espécies existentes na Estação. Por mais que um seja similar ao outro, é possível diferencia-los por causa de suas características peculiares.
Até o momento, a Estação possui mais de 50 mil horas de amostragem de animais dos equipamentos e mais de 9 mil fotos.
Por conta dos estudos realizados na Estação, já foi encontrado 26 espécies de mamíferos diferentes, sendo que 11 destas espécies estão em extinção e maior parte deles são carnívoros. “Aqui, quase 50% das espécies encontradas representa os animais que esperam ser encontrados na mata atlântica”, comenta o Professor.
Entre as espécies ameaçados de extinção, é possível encontrar na Estação: a Paca, muito perseguido por caçadores, o Puma Concolor, Jaguatirica, Gato Maracaja, Gato do Mato, Gato do Mato Mourisco, Bugio Ruivo, Cateto, Veado de mão curta e o Tapeti.
Ainda, o Dr. Sergio comenta que seus estudos vão além da fauna, sendo possível apontar também acontecimentos que existem na Estação Ecológica que não deveria existir, como por exemplo a existência de pescadores e caçadores na área. Mas o trabalho realizado pela Secretaria de colocar as placas e conversar com os moradores, esta ocorrência vem diminuindo. Foi registrado também a presença de cães de caça e porcos domésticos.
Além disso, o Dr. Sergio também comentou sobre a realização de palestras em escolas próximas da Estação como no colégio estadual natal Pontarolo sobre assuntos relacionados à área preservada.
Os dados registrados na Estação Ecológica Municipal Cachoeirinha foram também divulgados a nível estadual e nacional, apresentando na Universidade estadual do Paraná, na UEL, UEM e posteriormente no Congresso Nacional de Zoologia, um dos maiores eventos científicos do País, Ficando a Estação Ecológica Municipal Cachoeirinha reconhecida em todo Brasil. Ainda este ano, a previsão é que estes projetos venham a ser apresentados em mais dois congressos a nível nacional.
A Bióloga e mestre Claudia Golec, apresentou também seus estudos sobre as aves existentes no município. Estação como pertence ao bioma da mata atlântica, é possível encontrar uma série de variedades de espécies de aves, podendo ser aves dispersores de semente, polinizadores e aves de rapina que fazem o controle de pragas.
Para poder fazer o registro de aves, é preciso da utilização de equipamentos como binóculos, câmeras fotográficas e gravadores.
Na Estação, até o momento foi registrado 173 espécies de aves, sendo seis destas espécies ameaçadas de extinção, como o Pica-pau Dourado, Jandaia, Cisqueiro, Cas-cas e o Grimpeiro.
A Estação Ecológica apresenta uma grande importância para a sobrevivência das aves, e é a presença destas seis espécies que estão ameaçadas de extinção, que comprova ainda mais a necessidade da existência desta Estação e da necessidade de incentivos fiscais para a manutenção da mesma.
De início, os estudos estão sendo feitos no grupo de mamíferos e de aves. Mas ainda será estudado também as espécies de anfíbios, répteis, peixes e a botânica.
Por último, o Dr. Sergio comentou sobre o plano de manejo, o qual se trata de um documento que aponta todos os estudos realizados na Estação Ecológica e as ideias de aperfeiçoamento como espaço para estudo, divisão de áreas que precisam de mais preservação entre outros.
VEJA TAMBÉM

21/05/2019

     

07/05/2019

     

22/04/2019

     

18/04/2019

     
AVISOS
Atendimento: Segunda à Sexta das 8:00h às 11:30h e das 13:00h às 17:00h.
SERVIÇOS
   
Prefeitura de Boa Ventura de São Roque - Estado do Paraná
Rua Moisés Miranda - nº 422 - Centro - CEP: 85225-000
E-Mail: admbvsr2017@hotmail.com
Telefone: (42) 3652-1020
Boa Ventura de São Roque - Estado do Paraná

"Juntos pela Boa Ventura que queremos"